Meu Malvado Favorito 2 é o segundo filme da famosa animação que conquistou o mundo com seus personagens excêntricos e divertidos. O enredo desta vez segue Gru, agora ex-vilão, que trabalha ao lado de sua esposa Lucy no combate ao crime. Mas a paz não dura muito quando um novo vilão surge, ameaçando os pequenos Minions e a vida de Gru. A partir daí, a trama segue com muito humor e perseguições.

Em termos de animação, o filme não fica atrás do primeiro, com cenas coloridas e cheias de detalhes. A riqueza de informações visuais diverte tanto as crianças quanto os adultos. Além disso, vale destacar a dublagem brasileira impecável, com vozes conhecidas do público que deixam o roteiro ainda mais divertido.

Já em relação à comédia, Meu Malvado Favorito 2 se destaca por manter o bom humor do primeiro filme, com piadas simples e situações engraçadas. Os Minions, é claro, são os grandes responsáveis pelas gargalhadas, com suas atrapalhadas e falas indecifráveis. O carisma dos personagens principais também é um ponto forte, já que o espectador se sente parte da história e torce pelos heróis.

No entanto, o que infelizmente falta no segundo filme é a originalidade. A trama segue uma fórmula já conhecida: protagonista se vê diante de um novo vilão, precisa reagir e salvar o dia. O primeiro Meu Malvado Favorito já trouxe essa premissa, mas ao menos conseguiu inovar ao dar espaço para os Minions e explorar a relação pai-filhas de Gru. Aqui, o que se vê é uma continuação um tanto previsível.

Outro ponto que pode incomodar é a falta de profundidade dos novos personagens. Se no primeiro filme tivemos a icônica Agnes e suas irmãs adotivas, agora não há nenhum coadjuvante que realmente chame a atenção. O vilão Balthazar Bratt é interessante por sua história, mas não ganha espaço suficiente. Talvez o excesso de personagens - ou melhor, de Minions - seja o culpado pela falta de destaque dos novos rostos.

Em suma, Meu Malvado Favorito 2 é um filme divertido e que agrada aos fãs da primeira animação. Os Minions continuam cativando, Gru e Lucy são um casal fofo e o humor não decepciona. No entanto, a falta de originalidade e profundidade dos personagens pode afastar os espectadores mais exigentes. Ainda assim, é uma boa pedida para uma sessão em família.